Sobe para 13 o número de casos suspeitos de sarampo em Roraima

Da Agência Brasil*

A Secretaria Estadual de Saúde de Roraima atualizou o número de casos suspeitos de sarampo no estado, passando de 12 para 13. Desses, um foi confirmado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro.

O caso confirmado na semana passada foi o de uma menina venezuelana de 1 ano de idade, sem histórico vacinal. "Na Fiocruz, foi identificado que o vírus que infectou a paciente coincide com o que circula na Venezuela, caracterizando o caso como importado", diz a secretaria.

Entre os casos suspeitos, sete são do sexo feminino e seis do masculino, com faixa etária de cinco meses a 10 anos, nove deles crianças procedentes da Venezuela. Há quatro casos de brasileiros residentes em Boa Vista.

Em todos os casos não houve registro de vacinação. Cinco pacientes foram hospitalizados, desses um se agravou, o de uma criança venezuelana, desnutrida, de 1 ano de idade, com peso de cinco quilos.

O órgão de saúde informa ainda que, no período de 13 a 23 de fevereiro, foram aplicadas mais de 2 mil doses de vacina contra o sarampo pelas equipes de vigilância epidemiológica estadual e municipal, em ações de bloqueio e intensificação vacinal.

Foram realizadas ações nos abrigos instalados nos ginásios dos bairros Tancredo Neves e Pintolândia e nos postos de vacinação nas praças de Boa Vista, como Capitão Clóvis e Simon Bolívar.

"No Brasil, os últimos casos de sarampo ocorreram no período de 2013 a 2015, sendo confirmados 1.310 casos em todo o país. Nesse período, Roraima registrou um caso de sarampo, de uma pessoa procedente do estado do Ceará. Em setembro de 2016, a circulação do vírus do sarampo na região das Américas tinha sido declarada eliminada", diz a secretaria.

* Informações do site da Secretaria Estadual de Saúde de Roraima

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos