Procon-RJ vai adotar medidas para impedir taxa extra dos Correios para moradores

Andreia Verdélio - Repórter da Agência Brasil

A taxa  extra  de  R$ 3  por  encomenda  foi  criada

pelos  Correios  por  causa  violência  na cidade do

Rio de Janeiro  Tânia Rego/Arquivo Agência Brasil

O Procon-RJ informou hoje (28) que está estudando medidas para impedir a cobrança extra dos Correios para envio de encomendas ao Rio de Janeiro, por causa da violência na cidade. A entidade repudiou a cobrança da taxa de R$ 3 para cada encomenda destinada aos moradores da cidade.

"Além de tratar os consumidores cariocas de maneira diferente, sem o devido amparo legal, a medida transfere para este consumidor uma responsabilidade que não é dele. O Setor Jurídico do Procon-RJ está estudando as medidas que serão adotadas para impedir essa cobrança", informou a autarquia estadual.

Em nota publicada ontem (27), os Correios informaram que a cobrança extra é necessária por causa da adoção de medidas para garantir a integridade dos empregados, das encomendas e das unidades dos Correios. "Conforme amplamente divulgado pelos veículos de comunicação, no Rio de Janeiro, a situação de violência chegou a níveis extremos, e o custo para entrega de mercadorias nessa localidade sofreu altíssimo impacto", diz a nota.

Até o fechamento desta matéria, os Correios não haviam retornado os questionamentos da Agência Brasil sobre a previsão legal da cobrança extra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos