Estados têm condições de tomar empréstimos do BNDES, diz Meirelles

Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (1º), na capital paulista, que os estados têm condições de tomar empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para utilizar em segurança pública. Uma nova linha de crédito foi anunciada nesta quinta-feira (1º) pelo governo federal destinada aos estados investirem na área.

"Os estados têm possibilidade, sim, dependendo das avaliações de crédito do BNDES, de tomar esses recursos", disse Meirelles. "O BNDES tem recursos próprios, é uma carteira imensa. Recebe os empréstimos que foram feitos anteriormente pelas empresas e vai redirecionar uma parte dos recursos que estavam aplicados para o setor privado, e vai aplicar nos estados. Uma política de crédito normal", acrescentou o ministro.

Em reunião do presidente Michel Temer com governadores e ministros, realizada hoje, para tratar de segurança pública, o governo anunciou uma linha de crédito de R$ 42 bilhões para os estados investirem na área de segurança. Os recursos estarão disponíveis ao longo de cinco anos. Do montante total, R$ 33,6 bilhões são do BNDES.

Este ano, R$ 5 bilhões serão disponibilizados, sendo R$ 4 bilhões em recursos do BNDES. Entre 2019 e 2022, serão liberados os demais R$ 37 bilhões, dos quais R$ 29,6 bilhões virão do BNDES. O prazo médio que os estados terão para pagamento será de oito anos, com dois anos de carência.

Os recursos fazem parte do Programa Nacional de Segurança Pública, que busca reduzir os índices de criminalidade no país.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos