Justiça nega habeas corpus a ex-diretor do Departamento de Transportes do Rio

Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) negou hoje (4) habeas corpus ao ex-diretor do Departamento de Transportes Rodoviários do Rio de Janeiro (Detro) Rogério Onofre. A decisão desta quarta-feira foi tomada pela 1ª Turma Especializada. Onofre foi denunciado por envolvimento em crimes apurados durante a Operação Ponto Final, que investiga o pagamento de propina por empresas de ônibus a políticos.

A informação foi divulgada em nota, pelo TRF2. Onofre tinha sido solto por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), mas foi preso novamenten por causa de ameaças feitas aos empresários Nuno Coelho e Guilherme Neves Vialle, conhecidos, respectivamente, como Batman e Robin. Os dois foram presos na Operação Gotham City, acusados de integrar esquema de lavagem de dinheiro, do qual teria se beneficiado Rogério Onofre.

Segundo a assessoria do TRF2, informações do processo indicam que Nuno Coelho e Guilherme Vialle operariam negociando imóveis para Rogério Onofre, que os ameaçou por não terem entregue a este a escritura de um imóvel adquirido pelo ex-diretor do Detro.

A decisão do tribunal foi proferida por maioria. O relator para o acórdão é o desembargador federal Paulo Espirito Santo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos