Em Curitiba, polícia está pronta para agir em caso de tumulto, diz secretaria

Letycia Bond - Repórter da Agência Brasil

A Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná informou, na manhã de hoje (6), que não preparou um esquema especial de policiamento em Curitiba, após o pedido de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva feito ontem pelo juiz federal Sérgio Moro.

No entanto, a pasta destacou, em nota,  que "a Polícia Militar está plenamente apta, como sempre esteve, para agir de forma eficiente e profissional em eventuais manifestações". Caso seja necessário, diz o comunicado, "irá atuar prontamente num eventual planejamento de segurança envolvendo a chegada do ex-presidente em Curitiba".

O pedido de prisão agora expedido foi formalizado após o Supremo Tribunal Federal (STF) negar habeas corpus protocolado pela defesa de Lula para mudar o entendimento firmado pela Corte em 2016, quando autorizou a detenção após o fim dos recursos naquela instância. Lula foi condenado a 12 anos e um mês na ação penal do tríplex do Guarujá (SP), na Operação Lava Jato.

Segundo a determinação do juiz Sérgio Moro, Lula deve se apresentar à Polícia Federal até as 17h desta sexta-feira. O magistrado estabeleceu que, na condução do petista, os agentes policiais não utilizem algemas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos