Topo

Militantes fazem vigília na sede do PT em Curitiba

Estevão Damásio - Enviado especial da Agência Brasil/EBC

06/04/2018 12h08

Enquanto aguardam uma definição do pedido de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ), militantes do PT permanecem em vigília na sede do partido, no centro de Curitiba. "Estamos avaliando a situação e aguardando a definição de São Paulo", disse o presidente do PT do Paraná, ex-deputado Doutor Rosinha, referindo-se a uma decisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de se entregar ou não ate as 17h. Perguntado se o PT está disposto a arcar com as consequências do descumprimento de uma decisão judicial, Rosinha disse que "todo ato político têm consequências, mas que o outro lado é que está agindo fora da lei". O presidente do PT paranaense disse ainda que o partido não tem plano B para as eleições e que "a cada agressão, Lula sai mais fortalecido". O clima na sede do PT é de tranquilidade. Muitas faixas de apoio a Lula e de críticas ao Judiciário foram colocadas na sede do partido pelos manifestantes. Já na porta da Superintendência da Polícia Federal é grande a movimentação de jornalistas. Poucos populares se encontram no local.