Exposição exibe pinturas da arquitetura de São Paulo, no Estação Cultura

Camila Maciel - Repórter da Agência Brasil

Uma mostra para valorizar a história da cidade de São Paulo é a proposta da exposição Memória Paulistana, que segue em cartaz até o dia 4 de maio no Estação Cultura. O espaço fica na sede da Secretaria Estadual de Cultura, na região central da cidade. São exibidas 40 pinturas, em óleo sobre tela, da arquitetura da metrópole, da artista plástica Cristiane Carbone.

Reprodução da pintura Pátio do Colégio, de Cristiane Carbone Reprodução/Secretaria de Cultura de São Paulo

"O interesse surgiu porque eu andava pela cidade de São Paulo e via a carência de registros. As fachadas dos prédios mudando constantemente, e eu não encontrava registro dessas pinturas", explicou Cristiane. A primeira obra, que retrata o Museu do Ipiranga, foi pintada em 1996, mas a proposta de tornar essa iniciativa um projeto de preservação da memória urbana veio em 2004.

"Na sequência, eu verifiquei a necessidade também de fazer um resgate, ou seja, um comparativo, porque a medida que eu fui pintando, eu fui me interessando pela história da cidade. Catedral da Sé, Pátio do Colégio, Estação da Luz, Faculdade de Direito, me interessei pela história e vi a importância de encontrar essa identidade e de deixar registrado para o futuro", disse.

Entre suas obras, ela destaca, por exemplo, o Pátio do Colégio, marco da fundação da cidade. "Ele passou por várias transformações e eu tenho registro de 1862; 1896, quando estava em ruínas; de 1914, quando era a arquitetura do Ramos de Azevedo; e o atual, que é de 1979. Então por meio da imagem é possível contar uma história. Essa é a intenção principal dessa exposição".

Reprodução da pintura Vale do Anhangabaú, de Cristiane CarboneReprodução/Secretaria de Cultura de São Paulo

A artista desenvolve obras sobre o patrimônio arquitetônico de São Paulo há 15 anos. Em 2004, por ocasião dos 450 anos da cidade, ela apresentou uma exposição na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Neste ano, durante o carnaval, suas telas ficaram expostas no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro.

A exposição no Estação Cultural tem apoio da Secretaria Estadual de Educação e receberá alunos de escolas públicas da região para visitas guiadas, além de rodas de conversa com a artista. A ideia é que possam ter contato com a história da cidade por meio das obras.

A mostra Memória Paulistana é gratuita.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos