Topo

PM adotará medidas para reforçar policiamento na ruas do Rio

2018-04-27T10:35:00

27/04/2018 10h35

Por determinação da Secretaria de Segurança, a Polícia Militar está tomando medidas para recompor o efetivo e permitir melhoria significativa no policiamento ostensivo e repressivo no estado. A principal delas será reduzir pela metade o número de unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Do total de 38 unidades, 12 serão extintas e sete devem se fundir a outras. A decisão foi tomada pelo Gabinete de Intervenção Federal (GIF), após analisar um relatório elaborado pelo Estado-Maior da corporação.
PM do Rio quer aumentar número de policiais nas ruas - Tânia Rêgo/Agência Brasil
  A PM decidiu também pelo realinhamento das UPPs. Policiais lotados nessas unidades e que desempenham funções administrativas serão realocados para o policiamento operacional nos batalhões da corporação com maior área de policiamento e localizadas em áreas mais conflagradas do Rio. Além dessas medidas, a PM busca o retorno de policiais cedidos. No Diário Oficial do Rio dessa quinta-feira (26), foi publicada medida que exige o retorno 120 de policiais militares. Eles reforçarão emergencialmente três unidades operacionais: o 7º batalhão, em São Gonçalo, o 9º batalhão, em Rocha Miranda, e o 20º batalhão, responsável pelo policiamento em alguns municípios da Baixada Fluminense como Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis. Haverá ainda uma reavaliação médica de militares afastados por problemas de saúde. Dos 44.118 policiais militares na ativa, 26.227 estão aptos a desempenhar funções operacionais e 8.014 encontram-se afastados das ruas. Do grupo afastado das ruas, 5.823 trabalham internamente e 2.191 estão de licença média. Esses 8.014 policiais serão reavaliados por meio de um mutirão de médicos da Polícia Militar com reforço de profissionais de saúde do Exército Brasileiro. O retorno do pagamento do Regime Adicional de Serviço (RAS), anunciado pelo governador Luiz Fernando Pezão, representará um reforço substancial no policiamento ostensivo em todo o estado. Serão mais mil policiais militares todos os dias nas ruas, que trabalharão nos dias de folga O Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) voltará a formar novos policiais. Dos aprovados no concurso de 2014, 1.803 começam a fazer curso de formação.

Mais Notícias