MP faz nova denúncia contra PMs acusados de chacina no Rio

O Ministério Público Estadual ofereceu à Auditoria Militar da Justiça do Rio mais uma denúncia contra os quatro policiais militares acusados de matar cinco jovens em Costa Barros, em novembro de 2015. Os PMs já respondem por cinco homicídios, duas tentativas de homicídio e fraude processual e serão julgados neste ano pelo Tribunal do Júri.

Na nova denúncia, o MP acusa os policiais militares de associação criminosa. A chacina ocorreu na comunidade da Lagartixa. Os policiais dispararam 111 vezes contra o carro onde estavam Wilton Esteves Domingos Júnior, de 20 anos, Carlos Eduardo Silva de Souza, de 16 anos, Wesley Castro Rodrigues, de 25 anos, Roberto Silva de Souza, de 16 anos, e Cleiton Corrêa de Souza, 18 anos.

Os tiros atingiram mas não mataram outros dois amigos, que estavam de moto perto do carro. De acordo com o Ministério Público, os policiais tentaram alterar a cena do crime colocando um revólver nas mãos de uma das vítimas e uma arma falsa próximo à roda dianteira do veículo.

Os acusados são os policiais Antonio Carlos Gonçalves Filho, Fabio Pizza Oliveira da Silva, Thiago Resende Viana Barbosa e Marcio Darcy Alves dos Santos.

*Com informações de Raquel Júnia, Repórter do Radiojornalismo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos