Justiça paulista permite contato entre irmãos Batista

A Justiça Federal de São Paulo atendeu ao pedido da defesa dos irmãos Joesley e Wesley Batista, revogando a proibição de contato entre eles, que havia sido determinada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Nesta quinta-feira (10), o juiz Diego Paes Moreira, da 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo, disse não haver risco à instrução processual nem de que encontros entre os réus prejudiquem as suas defesas. Em parecer, o Ministério Público Federal (MPF) concordou com o pedido.

O juiz assinalou que o STJ admitiu, no acórdão que impôs a restrição, a possibilidade de modificação das medidas cautelares determinadas aos irmãos Batista. "Assim, não há impedimento para que o juízo em primeira instância verifique a necessidade de manutenção da medida cautelar questionada pela defesa", escreveu o magistrado.

Para a defesa, o advogado Pierpaolo Cruz Bottini e a advogada Ana Fernanda Áurea, a decisão é justa. "Não há qualquer indício de que a reunião familiar afete o andamento do processo e a aplicação da lei", divulgaram, em nota. Atualmente, os irmãos respondem a processo em liberdade.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos