Morre mais uma sobrevivente do acidente em Cuba

Renata Giraldi*

Morreu hoje (25), em Havana (Cuba), a cubana Emiley Sánchez, de 40 anos, que havia sobrevivido por seis dias à queda de uma aeronave, nos arredores da capital de Cuba, há uma semana. Com a morte dela, são 112 vítimas fatais, e resta apenas a estudante Maylén Díaz, de 19 anos, sobrevivente em estado grave.

A aeronave transportava 113 pessoas, entre tripulantes e passageiros, e cinco crianças. O voo DMJ-972 da Cubana de Aviación caiu, na última sexta-feira (18), em uma área agrícola a um quilômetro do aeroporto de Havana. As causas que ainda estão sendo investigadas.

De acordo com o boletim médico do Ministério de Saúde Pública, Sánchez morreu em consequência das "graves lesões traumáticas e queimaduras". Ela teve mais de 40% do corpo queimado. No começo desta semana, Grettel Landrove, de 23 anos, outra sobrevivente, também morreu.

Ontem (25) as autoridades cubanas anunciaram a localização da segunda caixa-preta da aeronave. Segundo os especialistas, a caixa-preta está em bom estado.

A caixa-preta preserva as comunicações recentes feitas entre os pilotos e a torre do aeroporto.

*Com informações do Granma, jornal oficial de Cuba

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos