Sindicato diz que Rio pode ficar sem abastecimento de leite

Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil

O Sindicato das Indústrias de Leite do Estado do Rio de Janeiro (Sindilate-RJ) alertou hoje (25) que está com dificuldades na coleta e estocagem nas propriedades rurais do estado. Os pequenos produtores da região se queixam que não têm condições para armazenar o produto por mais de 48 horas e temem os prejuízos causados pelas perdas.

O presidente do Sindlate, Antonio Carlos Cordeiro, disse à Agência Brasil que como o leite é um produto perecível não suporta mais do que dois dias, mesmo sob refrigeração. A entidade reúne mais de 10 mil produtores de leite fluminenses.

"A partir de agora, vai haver não só no Rio, mas em outros estados, perda de leite por parte dos produtores para a indústria, que não tem óleo diesel para fazer a coleta do leite; não tem transportadores para escoar o produto acabado. Se a situação perdurar mais um pouco, vai haver sérios riscos de desabastecimento desse produto básico: leite e derivados", afirmou Cordeiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos