Seleção embarca para segunda etapa de treinos na Europa

A seleção brasileira de futebol já está no Aeroporto Internacional do Galeão, de onde embarca na tarde deste domingo (27) em voo fretado para Londres. Na capital inglesa, cumprirá a segunda fase de preparação para a Copa do Mundo Rússia 2018.

Os jogadores chegaram ao aeroporto, na Ilha do Governador, na zona norte do Rio, por volta das 15h30. A aeronave, de cor branca com uma faixa verde pintada nos dois lados da fuselagem, já aguardava na pista.

O ônibus de cor amarela, com o símbolo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), estacionou em frente à entrada que leva à sala VIP do aeroporto, sendo recepcionado por um pequeno grupo de torcedores, que  desejaram boa sorte ao treinador Tite. Jogadores como Gabriel Jesus, Miranda,  Phillipe Coutinho, Paulinho, Willian e Neymar pararam para tirar fotos.

Toda a delegação deixou a sede da CBF por volta das 15h. Na saída, alguns jogadores falaram rapidamente com os jornalistas. 

O atacante Neymar, que se recupera de uma cirurgia no pé direito, por causa de uma fratura no quinto metatarso, lesão sofrida na decisão da Copa da França há cerca de três meses, disse que ainda sente algum incômodo, mas que  estará pronto para a Copa.

"Cem por cento ainda não! Mas, com o tempo, ficarei. Vamos com calma. Faltam ainda alguns dias, mas vou estar totalmente recuperado," afirmou.

 Neymar, que na Copa de 2014, no Brasil, teve de deixar a competição ao sofrer uma lesão na coluna, durante a partida contra a seleção da Colômbia, informou que jogar a Copa do Mundo é um sonho. "Um sonho que não será interrompido", ressaltou, lembrando o que aconteceu com ele em 2014.

O lateral direito Fágner, que também se recupera de uma lesão na coxa, afirmou estar confiante e espera trabalhar com bola ainda esta semana, na segunda fase da preparação. O jogador do Corinthians destacou o lado psicológico para sua completa recuperação. "Tem de estar com a cabeça boa. É o mais importante," acrescentou.

O zagueiro Marquinhos também falou do sonho de jogar a Copa do Mundo. "É o sonho de todo menino que joga futebol . Realmente era meu sonho." O jogador dissse ainda que jogar uma Copa não o "amedronta ". Segundo Marquinhos, o time precisa manter o mesmo padrão coletivo apresentado nos jogos sob o comando de Tite. 

Para o zagueiro, o fato de vir de uma temporada  de várias competições na Europa, com o Paris Saint German, não vai faltar energia. "Para uma Copa do Mundo, sempre temos uma energia extra", concluiu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos