Pezão pede escolta para levar combustível ao interior do Rio

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, solicitou à secretaria de Segurança do estado escoltas para as carretas que seguirão para cidades do interior do estado para fazer a distribuição de combustíveis a quartéis da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. O objetivo, segundo ele, é manter o abastecimento não apenas de veículos da PM e dos bombeiros, mas também de ambulâncias e médicos.

"Estamos começando a movimentar carretas para reforçar o abastecimento dos nossos  postos dos bombeiros e da PM nos quartéis que são mais regionais, para apoiar as prefeituras e garantir o deslocamento de ambulâncias e médicos", disse. Pezão informou que será reforçada a entrega de combustível nas cidades de Barra Mansa e Volta Redonda, além de empresas de ônibus.

Mais cedo, o secretário de Segurança do estado do Rio de Janeiro, general Richard Nunes, disse que "a necessidade agora é que o combustível chegue a diversos pontos do estado para que médicos, policiais e profissionais de diversas áreas que atendem serviços essenciais possam se deslocar para o trabalho". Ele disse que o trabalho integrado conta com a participação das Forças Armadas, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar, além da Força Nacional de Segurança.

Alimentos

Pezão falou da importância da retomada do abastecimento de alimentos que vêm da região serrana. "Pedi ao general Richard para ver se a gente consegue liberar a rodovia Teresópolis-Friburgo para que os caminhões dos produtores rurais possam ser liberados para abastecer a Ceasa, escolas, hospitais e presídios".

O governador informou que as duas reivindicações dos caminhoneiros no estado, que são a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e a substituição tributária no frete, estão sendo atendidas. Na sexta-feira passada (25), foi enviado à Assembleia Legislativa do estado (Alerj) um projeto de lei para que o imposto sobre o diesel no estado seja reduzido de 16% para 12%, equiparando-se a estados vizinhos como São Paulo e Espírito Santo. A votação será amanhã (29) no plenário da Casa.

Paralisação dos caminhoneiros na Rodovia Presidente Dutra, no Rio de Janeiro. - Tânia Rêgo/Agência Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos