PUBLICIDADE
Topo

Soldado morre após dois dias internado e é 79º policial assassinado no Rio

25.mar.2018 - Cruzes pintadas de preto e onde podem ser lidos nomes de policiais militares que morreram no Rio - José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo
25.mar.2018 - Cruzes pintadas de preto e onde podem ser lidos nomes de policiais militares que morreram no Rio Imagem: José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo

21/09/2018 09h14

O soldado da Polícia Militar (PM) Glauco Nunes da Cruz, que estava internado desde a última terça-feira (18), foi o 79º policial morto neste ano no Rio de Janeiro. Do total de agentes de segurança mortos, 73 eram policiais militares.

Cruz havia sido baleado na última terça-feira durante um ataque de criminosos no Morro Camarista Méier, na zona norte do Rio. Ele estava em uma viatura que levava refeições para a Companhia Destacada da comunidade.

O soldado foi atingido na nuca e levado para o Hospital Naval Marcílio Dias. Ele chegou a ser operado e ficou dois dias na unidade de tratamento intensivo, mas morreu na noite de quinta-feira (20).

Além dos 79 policiais, já foram assassinados neste ano oito militares, um guarda municipal, dois bombeiros e quatro agentes penitenciários.