Topo

Uruguai rejeita pedido de asilo do ex-presidente peruano Alan García

03/12/2018 14h55

O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, rejeitou hoje (3) o pedido de asilo político feito por Alan García, ex-presidente do Peru. García alegava perseguição política, depois que foi denunciado por irregularidades envolvendo o pagamento de propinas pela empreiteira Odebrecht. No sábado, García foi proibido por um juiz de sair do Peru por 18 meses, período em que as investigações estão em curso. Ele mora em Madri desde 2016.  O ex-presidente peruano estava na Embaixada do Uruguai em Lima desde 17 de setembro, com um amparo provisório enquanto o caso era estudado. A decisão tomada pelo presidente do Uruguai e pelo ministro de Relações Exteriores do país, Rodolfo Nin Novoa, sustenta-se em "considerações estritamente jurídicas" e no extenso relatório enviado pelo governo peruano, de cerca de mil páginas. Vázquez indicou à imprensa que o caso "não é perseguição política" e acrescentou que "os três poderes do Estado operam de forma autônoma e livre no Peru, especialmente o Poder Judiciário".
*Com informações da EFE