Topo

Tapetes de Corpus Christi levam beleza e fé às ruas do Rio

20/06/2019 13h51

O dia de Corpus Christi atraiu milhares de fiéis em procissões por diversos municípios do estado do Rio, levando cor e beleza às ruas, enfeitadas com tapetes artesanalmente construídos desde as primeiras horas da madrugada. No centro do Rio, a homenagem foi montada da Avenida Chile até a entrada da Catedral Metropolitana.

As ruas do centro da cidade ainda estavam escuras quando os primeiros fiéis iniciaram a construção dos tapetes de sal e serragem de Corpus Christi. Às 5h desta quinta-feira (20), já era grande o movimento de pessoas, acertando os detalhes, desenhando figuras católicas consagradas e imagens evocando paz e religiosidade.

São ao todo 60 tapetes, por onde passará, no final da tarde, a procissão, liderada pelo arcebispo do Rio, cardeal dom Orani Tempesta, que celebrará missa no local. A programação também foi realizada em outras paróquias da cidade e de vários municípios fluminenses, com destaque para a cidade de São Gonçalo, na região metropolitana.

"O tapete de Corpus Christi nasce da questão da veneração do amor à eucaristia pelos católicos. Desde há muito tempo é feita essa procissão e se colocou o tapete como forma de lembrar a entrada de Jesus em Jerusalém, onde

as crianças e o povo o saudaram, com ramos, com palmas de oliveira. E aqui a gente saúda o nosso Rei e Salvador através da arte e da criatividade", explicou a irmã Patricia, uma das organizadoras do evento.

Engajado na montagem de um dos tapetes, o vendedor Matheus Teixeira ressaltou o significado do dia de Corpus Christi.

"Hoje é o dia em que todos nós, cristãos católicos, reconhecemos e viemos adorar a presença real de nosso Senhor Jesus Cristo na Eucaristia. É onde podemos reavivar a nossa fé e mostrar para o mundo que Deus morreu por nós, pela nossa salvação, mas ele não nos deixou órfãos. Ele está presente, todos os dias, conosco, na Sagrada Eucaristia", disse Matheus.

Envolvida na montagem de um tapete com a figura do papa Francisco, Raiane Martins explicou o porquê da homenagem ao chefe da Igreja Católica.

"A gente acredita muito que o papa Francisco veio trazendo uma esperança muito clara para a nossa igreja. São tempos de mudanças, mas com uma palavra de amor muito forte. A gente veio fazer esta homenagem a ele por isso", disse Raiane.
 

Mais Notícias