Topo

Polícia do Rio busca parcerias visando melhoria estrutural

20/09/2019 14h44

A Secretaria de Estado de Polícia Civil do Rio de Janeiro (Sepol) relançou hoje (20) o Programa "Juntos com a Polícia". Ele existe desde 2016, mas quando se tornou secretaria de estado, a Polícia Civil decidiu relançá-lo oficialmente com "uma nova roupagem, mais dinâmica, buscando uma ação mais pró ativa na procura de parceiros para a realização de doações de bens e serviços". A informação foi é do delegado Sandro Caldeira, coordenador do programa.

Qualquer pessoa jurídica de direito privado com fins lucrativos pode se tornar parceira do programa, que não está aberto, contudo, à participação de pessoas físicas. Não serão aceitas doações em dinheiro, esclareceu o delegado. "A gente não aceita dinheiro. A doação é em bens ou em serviços que a polícia necessite", explicou.

Em primeiro lugar, a Polícia Civil identifica quais são suas necessidades e, a partir daí, verifica o que o parceiro pretende doar.

"Aí, a gente faz essa adequação dentro das necessidades da secretaria", disse. São exemplos de possíveis parcerias a doação de pneus para as viaturas da Polícia Civil, a troca de aparelhos de ar condicionado ou, ainda, pintura de delegacias, citou o coordenador do programa. "A gente verifica a viabilidade e faz a formalização".

Valorização

Entidades voltadas à educação, como escolas de idiomas, também são bem-vindas ao programa, disse Caldeira.

"Na parte educacional, a gente consegue, a partir disso, a valorização do policial", citou. O delegado destacou que o projeto pode ter vários tipos de vertentes: de estruturação, que envolve a parte de funcionamento das delegacias e postos técnicos; e de serviços de melhoramento estrutural.

"Na parte educacional, também é possível. A gente só tem que verificar como se implementaria isso, o que pode ser feito. Mas, com certeza, é algo viável", afirmou.

A partir de segunda-feira (23), as empresas e entidades interessadas em firmar parceria com a Polícia Civil já podem entrar em contato com a coordenação do programa pelo telefone (021) 2332-9816.

O delegado informou, ainda, que o primeiro passo é o parceiro potencial fazer um cadastro, revelando o que pretende doar, para que as doações possam ser formalizadas. O cadastro será avaliado por uma comissão da Polícia Civil, antes da assinatura do Termo de Ajuste.

A solenidade de relançamento do Programa "Juntos com a Polícia" foi realizada na Academia de Polícia Sylvio Terra (Acadepol), localizada na região central do Rio de Janeiro.

Mais Notícias