Topo

Turquia e Síria trocam acusações na ONU

Tanques de guerra turcos circulam na fronteira com a Síria - Bulent Kilic/AFP
Tanques de guerra turcos circulam na fronteira com a Síria Imagem: Bulent Kilic/AFP

17/10/2019 08h40

Representantes da Turquia e da Síria criticaram-se mutuamente na Comissão de Desarmamento da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York.

O governo da Síria mobilizou tropas no norte do país depois que as forças armadas da Turquia lançaram uma ofensiva contra combatentes curdos na região.

Em sessão da comissão realizada ontem, o representante sírio acusou a Turquia de tentar expandir o seu território na Síria.

O representante turco justificou a ofensiva militar como um ato de defesa, dizendo que o objetivo é proteger a segurança nacional da Turquia, por meio da eliminação de grupos terroristas da região fronteiriça.

O delegado sírio afirmou que a Turquia teria trazido armas químicas para a Síria e que elas foram usadas por terroristas no país.

O delegado turco, por sua vez, respondeu que a alegação é infundada e que há confirmação de que o regime do presidente Assad usou armas químicas.

Erdogan

O escritório do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que ele cancelou uma visita programada para o Japão, onde iria participar da cerimônia de entronização do Imperador Naruhito no dia 22 de outubro.

Um porta-voz presidencial disse à NHK que o cancelamento se deve a uma mudança de programação.

Analistasno entanto, acreditam que Erdogan tomou a decisão para lidar com a ofensiva militar de seu país contra forças curdas, que está em andamento no norte da Síria.

ONU

O Conselho de Segurança das Nações Unidas manifestou preocupação com a possibilidade de ressurgimento do grupo militante Estado Islâmico e com o risco de morte de civis devido ao conflito no norte da Síria.

O conselho, integrado por 15 nações, realizou ontem reunião extraordinária para debater uma resposta à ofensiva turca contra as forças curdas no norte da Síria. Este foi o segundo encontro para discutir o assunto, em um período de duas semanas.

*Emissora pública de televisão do Japão

Internacional