PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

São Paulo reabre unidades de drive-thru para vacinação contra covid-19

Vacinação contra a covid-19 no Club Hebraica, posto drive-thru em SP; nove unidades reabrem hoje - Arthur Stabile/UOL
Vacinação contra a covid-19 no Club Hebraica, posto drive-thru em SP; nove unidades reabrem hoje Imagem: Arthur Stabile/UOL

Da Agência Brasil

11/05/2021 06h30Atualizada em 11/05/2021 07h52

A capital paulista volta hoje a reabrir nove unidades de drive-thru para a vacinação da primeira dose contra a covid-19. Estarão abertas as unidades de vacinação rápida no Shopping Aricanduva, Shopping Anália Franco, Clube Hebraica, Memorial da América Latina, Shopping Interlagos, Shopping Jardim Sul, Anhembi, Hospital Alvarenga, e na farmacêutica Novartis, na Avenida Professor Vicente Rao, 90.

Nas UBS (unidades básicas de saúde), a vacinação continua normalmente tanto para a primeira quanto para a segunda dose. A lista completa com todos os postos de saúde do município onde está ocorrendo a imunização contra a covid-19 pode ser vista aqui.

Ontem, a cidade iniciou a vacinação contra a covid-19 em mais três grupos: pessoas com Síndrome de Down, pacientes em Terapia Renal Substitutiva e pessoas transplantadas imunossuprimidas.

Nos três quadros, a imunização ocorre na faixa etária acima de 18 anos. Para a vacinação desses novos grupos é necessário apresentar documento de identificação e declaração médica indicando a condição de saúde para os pacientes renais e transplantados.

Grupos que podem tomar a vacina

De acordo com a prefeitura de São Paulo, podem ser imunizados na atual fase da vacinação idosos com 60 anos ou mais, profissionais de saúde com mais de 18 anos que sejam gestantes, puérperas e lactantes, profissionais de saúde com 47 anos ou mais, profissionais da educação com 47 anos ou mais.

Também podem ser imunizados atualmente as pessoas em situação de rua cadastradas nos centros de Acolhida, trabalhadores de cemitérios públicos e privados do município, trabalhadores no atendimento direto a vulneráveis, metroviários e ferroviários.

Coronavírus