PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Atividades virtuais marcam 113 anos da imigração japonesa no Brasil

Bandeiras do Brasil e do Japão no bairro da Liberdade, tradicional reduto japonês na cidade de São Paulo - Almeida Rocha / Folhapress
Bandeiras do Brasil e do Japão no bairro da Liberdade, tradicional reduto japonês na cidade de São Paulo Imagem: Almeida Rocha / Folhapress

18/06/2021 06h00Atualizada em 18/06/2021 10h26

Hoje completam-se 113 anos da imigração japonesa para o Brasil. Foi nessa data que o navio Kasato Maru aportou em Santos, trazendo mais de 700 agricultores para as fazendas do interior paulista.

Para celebrar o dia, a prefeitura de São Paulo e a Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), juntamente com outras organizações, promovem atividades virtuais.

A Bunkyo fará uma transmissão online do Ofício Budista em Memória dos Pioneiros da Imigração Japonesa e também das vítimas da covid-19.

O evento começa às 10h, terá duração de 40 minutos, uma versão reduzida, e será bilíngue (japonês/português). A gravação ficará disponível permanentemente no canal do Youtube da instituição.

A prefeitura de São Paulo promoverá o evento "Celebrando o Japão... 2021". A proposta da Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz, ligada à Secretaria do Verde e Meio Ambiente, é que as atividades virtuais apresentem exemplos de hábitos e ideias que buscam o equilíbrio sustentável.

A programação terá início às 9h30, com a abertura oficial e, às 10h, o primeiro convidado é o arquiteto Jo Takahashi que falará sobre o tema Conexões.

Às 11h, haverá uma sessão de contação de estórias com Lalau Simões e Laura Beatriz, e um dos contos apresentados será "Os Japonesinhos". Assim, as lives seguem por todo o dia, com apresentações sobre técnicas construtivas trazidas do Japão, jardim japonês e também gravuras.

A programação pode ser conferida no site da prefeitura de São Paulo.

População

Cinquenta anos após a chegada do navio Kasato Maru, o número de japoneses e descendentes no país somava 404.630 pessoas, conforme informações do Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil.

De acordo com a Bunkyo, estima-se que há 3,8 milhões de "nikkeis" (descendentes) no mundo. O Brasil é o país onde há maior número de representantes, com 1,9 milhão.

A expressão "nikkei" significa descendentes nascidos fora do Japão, japoneses que vivem no exterior ou ainda simpatizantes da cultura japonesa.

Cotidiano