Topo

No gabinete da Presidência do Senado, Renan não visita Fachin na CCJ

12/05/2015 14h46

Brasília - Instalado no gabinete da Presidência do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) não visitou até o momento o jurista Luiz Edson Fachin, que participa nesta terça-feira, 12, de sabatina da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. A ida à CCJ tem sido uma deferência de Renan, como presidente do Senado, nas duas últimas importantes sabatinas realizadas pelo colegiado para tribunais superiores: o desembargador Reynaldo da Fonseca para ministro do Superior Tribunal de Justiça este ano e o jurista Roberto Barroso para o Supremo Tribunal Federal, em junho de 2013.

O peemedebista foi convidado pela presidente Dilma Rousseff para viajar na segunda-feira, 11, no mesmo avião dela para o velório do senador Luiz Henrique (PMDB-SC), morto no último domingo. O gesto de Dilma foi interpretado como uma tentativa de aproximação com Renan, que está em rota de colisão com o Palácio do Planalto nos últimos dias.

Um aliado do presidente do Senado afirmou ao Broadcast Político que Renan, mesmo não tendo comparecido à comissão, está mais "dócil" com Dilma. Reservadamente, o presidente do Senado tem dito que a Casa não apoiará candidatos que tenham as "digitais do PT" e poderia trabalhar para rejeitar a indicação do indicado ao STF. Nos últimos dias e hoje na sabatina, Fachin tem rebatido as suspeitas de que seria partidário.

Notícias