Ala tucana escolhe Ricardo Tripoli para disputar prévias à prefeitura de SP

De São Paulo

O deputado federal Ricardo Tripoli (PSDB-SP) vai disputar a vaga de candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo nas eleições deste ano. A decisão foi tomada na quinta-feira, dia 7, depois de um acordo firmado entre Tripoli, o deputado federal Bruno Covas (PSDB-SP) e o suplente de senador José Aníbal (PSDB-SP), que também eram tidos no partido como postulantes à vaga. A informação foi antecipada na sexta-feira, dia 8, pela coluna Direto da Fonte.

"Temos muita coisa em comum. Eles foram extremamente gentis na escolha. Nós três estamos estudando a cidade há meses. Agora vamos começar o trabalho na base do partido", afirmou o parlamentar.

Tripoli é o terceiro nome que vai pleitear o posto de candidato da legenda nas prévias do PSDB, que vão ocorrer em 28 de fevereiro. Os outros concorrentes são o vereador Andrea Matarazzo e o empresário João Doria Jr.

Pouco depois do acerto, Tripoli, Covas e Aníbal se reuniram com o governador Geraldo Alckmin, no Palácio dos Bandeirantes, para comunicar a decisão.

Em dezembro passado, Alckmin chegou a fazer uma declaração pública pró-Doria durante um jantar realizado em São Paulo. O governador disse na ocasião que ficaria "muito feliz" se o candidato do PSDB fosse o empresário. Alckmin tem minimizado a aliados o peso de sua declaração sob o argumento de que fez apenas uma gentileza ao pré-candidato.

"O governador estimulou muito minha pré-candidatura. Foi extremamente gentil e caloroso", disse o parlamentar ao Estado, ao comparar o que Alckmin disse em relação ao seu interesse em ser o candidato a prefeito pelo PSDB com o que disse ao João Dória, em dezembro. Para Tripoli, o governador também teve naquela circunstância a "oportunidade para estimular uma pré-candidatura".

O deputado relatou ainda que o governador de São Paulo disse na reunião que o candidato dele será quem "vencer as prévias", em fevereiro. "Ele foi bem claro. Disse que vai apoiar quem ganhar as prévias", afirmou Ricardo Tripoli.

Tucanos ouvidos pela reportagem disseram ver com bons olhos a entrada de Tripoli na disputa interna do partido, uma vez que acaba com a polarização criada entre Andrea Matarazzo e João Doria.

Elogios

Adversário de Ricardo Tripoli na disputa e também amigo pessoal do deputado, Matarazzo afirmou que o parlamentar é "um bom concorrente". "Acho que sempre tem que se preocupar. Eleição tem que lutar até o último dia, independentemente do número de candidatos que tem", afirmou o vereador tucano.

O outro oponente de Tripoli, João Dória, também fez uma série de elogios ao parlamentar. Disse que o deputado é um "bom quadro" e comentou a postura do trio em se encontrar com Alckmin depois da decisão. "É um bom quadro. Um bom parlamentar, com tradição no PSDB. Sua entrada é bem-vinda nas prévias", afirmou o empresário.

"O maior eleitor do PSDB em São Paulo é Geraldo Alckmin. É a maior liderança do Estado. O gesto do trio foi correto. Eles tinham mesmo que ir ao encontro do governador", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos