Paulo Paim se reúne com executiva estadual do PT e decide se fica ou sai da sigla

Porto Alegre - O senador Paulo Paim (PT-RS) se reúne nesta segunda-feira, 11, com a executiva estadual do Partido dos Trabalhadores para definir seu futuro político, após meses de descontentamento com os rumos da legenda e com determinadas medidas propostas pelo governo da presidente Dilma Rousseff.

Paim reconhece que está propenso a deixar o PT, mas aceitou o encontro para ouvir os argumentos das lideranças locais que pretendem fazê-lo mudar de ideia. "Eu ficando ou saindo, de uma vez por todas a gente encerra a novela. É uma reunião decisiva", disse o senador ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

A conversa ocorre no fim desta manhã na sede do PT no Rio Grande do Sul. Entre os participantes, além do presidente estadual, Ary Vannazi, deverão estar nomes como o ex-prefeito de Porto Alegre Raul Pont e o ex-governador Olívio Dutra.

Desde o início do segundo mandato da presidente Dilma, o senador se posicionou como um dos maiores críticos às medidas de ajuste fiscal que diminuem ou restringem benefícios trabalhistas. "Se eu tiver que mudar de partido eu mudo, mas vou sempre defender as causas que defendi", disse.

Ele reiterou que sua decisão sairá hoje, já que "não interessa a ninguém protelar este assunto" em um momento em que o País precisa debater temas de interesse nacional. Paim também afirmou que, caso saia do PT, o anúncio sobre seu destino demorará um pouco mais. No momento, o senador está mais próximo da Rede Sustentabilidade, legenda encabeçada pela ex-senadora Marina Silva, mas também mantém um diálogo intenso com o PSB.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos