Secretaria da Segurança questiona reportagem; 'Estado' mantém informações

São Paulo - A Secretaria de Segurança Pública divulgou nota nesta quinta-feira, 14, em que "repudia as informações incorretas da reportagem 'PM descumpriu manual antidistúrbio em ato'", publicada no jornal O Estado de S. Paulo. "As imagens da manifestação de terça-feira mostram que a Rua da Consolação estava absolutamente livre como rota de dispersão para aqueles que investiram com violência contra o cordão de isolamento da Polícia Militar. Os repórteres, aparentemente, não viram que a via estava liberada para o protesto até a Praça da República", diz SSP.

A reportagem testemunhou, como está registrado na matéria, que "a única fuga possível, pela Rua da Consolação, era de onde as bombas eram lançadas". Nas outras vias que poderiam ser usadas para dispersão, como a Rua Haddock Lobo e o acesso à Avenida Rebouças, havia cordões de isolamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos