Abraji repudia agressão a jornalistas

São Paulo - A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) condenou as agressões cometidas contra ao menos nove profissionais de imprensa durante a cobertura da manifestação na terça-feira passada em São Paulo. Imagens registradas por câmeras de celulares e equipes de televisão mostraram que, mesmo identificados, os profissionais foram alvo de golpes de cassetete, empurrões e bombas, apontou a Abraji.

Para a associação, as "agressões de policiais contra profissionais da imprensa durante o exercício de suas atividades é prática característica de contextos autoritários". "O papel das forças de segurança é proteger cidadãos e garantir o direito de a imprensa trabalhar", acrescentou.

A Abraji disse esperar que a Secretaria da Segurança apure os abusos, punindo os responsáveis. A Secretaria da Segurança afirmou que desconhece as agressões e que a atuação da Polícia Militar foi necessária.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos