BC é autônomo, mas não é independente; não é um poder, diz Dilma

Brasília - Às vésperas da primeira reunião de 2016 do Comitê de Política Monetária do Banco Central (BC), a presidente Dilma Rousseff afirmou que a instituição deve prestar contas ao governo e disse que o BC é autônomo, mas não independente.

"Para o meu governo, o Banco Central não é uma instituição independente. Independente é a relação, pela lei brasileira, entre o Executivo, o Legislativo e Judiciário", afirmou, durante café da manhã com jornalistas de sites, revistas e agências internacionais.

Dilma reforçou que, para ela, falar em independência é algo que se refere apenas aos Poderes.

"O BC é uma instituição autônoma. Tem autonomia para fazer sua política. Mas, isso não significa que não preste contas a todos os órgãos e deve prestar contas, inclusive, ao Congresso e comissão do Senado", afirmou. "O que posso dizer é que o BC autônomo, mas não é independente. Não é um Poder."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos