Em 2 dias, Cantareira enche mais do que janeiro de 2015

de São Paulo

  • Nilton Cardin/ Estadão Conteúdo

    Represa do Jaguari, no sistema Cantareira, em 30 de dezembro de 2015

    Represa do Jaguari, no sistema Cantareira, em 30 de dezembro de 2015

O Sistema Cantareira recebeu somente nos dois últimos dias uma quantidade de água superior à que entrou nos reservatórios durante todo o mês de janeiro de 2015, o mais seco da história, quando o manancial chegou a ter apenas 5% do volume morto.

Foram 36,4 bilhões de litros em apenas 48 horas, 18% a mais do que nos 31 dias de janeiro de 2015. Para efeito comparativo, a vazão de entrada de água no Cantareira no domingo (17), era de 193 mil litros por segundo. Há exatamente um ano, eram 5,1 mil l/s.

A vazão recorde no sistema desde o início da crise ocorreu no sábado, 16. Foram 228,7 mil l/s, índice semelhante ao que entrou no manancial em janeiro de 2010 e 2011, quando o Cantareira chegou perto de 100% da capacidade e a Sabesp abriu as comportas das barragens, inundando cidades do interior.

Com as vazões recordes, a Represa Jaguari-Jacareí, que representa 80% do sistema, saiu no domingo, do volume morto. Foi nela que a Sabesp iniciou a captação da reserva profunda em maio de 2014. Considerando o estoque de todas as represas, o volume morto foi recuperado em 30 de dezembro. Desde então, o nível já subiu 8,7 pontos, chegando a 9,4%.

No domingo, os bombeiros resgataram os corpos de dois homens que foram arrastados pelas enchentes em Pederneiras e Votuporanga, no interior. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos