Chuvas destruíram estradas em Agudos, no interior de SP

Sorocaba - A prefeitura de Agudos, interior de São Paulo, decretou estado de calamidade pública nesta terça-feira, 19, após contar 32 pontes destruídas na zona rural pelos temporais que atingiram a região noroeste do Estado de São Paulo. A cidade estava em situação de emergência. Agora, são duas cidades em calamidade pública - a outra é Pederneiras - e 19 em situação de emergência em consequência das chuvas. À tarde, voltou a chover em regiões do interior.

Em Agudos, bairros e assentamentos rurais estão isolados. O prejuízo chega a R$ 12,5 milhões. A prefeitura de Bauru, na mesma região decretou situação de emergência após avaliar os danos causados pela chuva intensa que atingiu a cidade no fim de semana. Até esta terça-feira, parte da cidade estava com o abastecimento comprometido. O município vai pedir ajuda ao governo federal.

A prefeitura de Pederneiras também espera ajuda para recuperar quatro represas que se romperam e pontes que foram destruídas pelas chuvas. Quatrocentas pessoas estão desabrigadas. A prefeitura de Rosana decretou situação de emergência em razão das enchentes nos rios Paraná e Paranapanema. Bairros e estradas rurais estão alagados.

Muitas cidades ainda estão parcialmente alagadas. Em Campina do Monte Alegre, quatro bairros rurais foram tomados pelas águas dos rios Itapetininga e Paranapanema. No Bairro da Prainha, apenas os telhados das casas estão visíveis. Segundo a Defesa Civil, os rios podem levar dez dias para voltar ao nível normal.

O Balneário Municipal de Águas de Santa Bárbara foi alagado. A inundação atingiu a fonte pública de água mineral e o local, que recebe centenas de turistas por dia, foi interditado. Em Pontalinda, uma caminhoneta foi arrastada pela correnteza quando tentava atravessar um trecho da rodovia SP-463, coberto pelo rio São José dos Dourados. O motorista e a passageira foram resgatados de barco pelo Corpo de Bombeiros com ferimentos.

Pelo menos doze rodovias estaduais ainda têm trechos interditados. Nesta terça-feira, um ramal ferroviário foi atingido pelas chuvas. Uma cratera engoliu parte da linha férrea concedida à America Latina Logística (ALL) em Tatuí. Os trilhos ficaram suspensos sob o buraco e a via, utilizada para escoamento de arroz, foi interditada. Equipes trabalham para recuperar a ferrovia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos