Diego Herculano/AFP

Violência no Rio

Dois morrem em tiroteio na ponte Rio-Niterói após carro furar blitz da PRF

  • Carlos Eduardo Cardoso/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

    Inaugurada em 1974, a ponte Presidente Costa e Silva é uma via fundamental na região metropolitana do Estado do Rio. Ela faz a conexão entre Niterói e a capital fluminense

    Inaugurada em 1974, a ponte Presidente Costa e Silva é uma via fundamental na região metropolitana do Estado do Rio. Ela faz a conexão entre Niterói e a capital fluminense

Dois suspeitos foram mortos e um terceiro acabou sendo ferido em tiroteio na ponte Rio-Niterói, por volta das 21h de segunda-feira (18), no Rio de Janeiro.

Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), as vítimas são suspeitos que estavam em um carro alvejado após furar uma blitz. O veículo seguia em direção a Niterói, e o motorista não teria obedecido quando os agentes ordenaram que ele parasse. Os mortos são um homem e uma mulher. A terceira vítima, ferida, é do sexo masculino, de acordo com a PRF.

Os suspeitos estavam com dois revólveres e seis tabletes de cocaína, na versão da polícia. Eles teriam ainda tentado atropelar um policial, que chegou a cair no chão.

O ferido foi levado para o hospital Azevedo Lima, em Niterói, e se encontrava em estado grave por volta das 23h30 de ontem (18), sob custódia da polícia. Segundo policiais, ele é foragido da Justiça.

A PRF ainda não forneceu os nomes das vítimas. O tiroteio aconteceu na altura da praça do pedágio, e o trânsito da ponte não chegou a ser interrompido. Motoristas que passavam no local no momento do tiroteio achavam que se tratava de um acidente de trânsito por causa da presença de ambulâncias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos