Mensagens de Léo Pinheiro citam Delúbio Soares

De São Paulo

  • Beto Barata/Folhapress

    Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT

    Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT

Uma semana após ser formada maioria pela condenação no Supremo Tribunal Federal (STF) por envolvimento no mensalão, em outubro de 2012, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares convidou os "amigos mais próximos" para um jantar de aniversário em seu apartamento. Na lista de convidados estava o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, investigado na Operação Lava Jato.

Nas mensagens apreendidas pelos investigadores no celular de Léo Pinheiro, ele ironiza o convite por causa da situação de Delúbio. "No lugar dele ficaria quieto. Como diz o ditado 'Qto mais fumaça, mais fogo'. Mandei um presente", diz Léo Pinheiro em resposta a uma mensagem de César Mata Pires Filho, um dos donos da OAS, enviada em 16 de outubro de 2012.

O presente enviado a Delúbio também aparece em troca de mensagens entre números não identificados. "-Dr. Delubio Soares - cognac Hennessy Paradis". O conhaque é encontrado na internet por R$ 1.730. Léo Pinheiro já foi condenado a 16 anos de prisão por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras. As defesas dele e de Delúbio não se manifestaram. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos