Passe Livre faz quinto ato contra aumento da tarifa em São Paulo

Após quatro manifestações que tiveram desfechos diferentes, o Movimento Passe Livre (MPL) realiza nesta quinta-feira, 21, o quinto ato contra o reajuste das tarifas de ônibus, trem e metrô de R$ 3,50 para R$ 3,80. Os ativistas defendem a estatização do transporte público, o imposto progressivo sobre fortunas para custear a mobilidade urbana e a revogação dos novos preços. A concentração será às 17 horas, no Terminal Parque Dom Pedro, região central da capital.

No último ato, em 18 de janeiro, a passeata teve dois destinos diferentes para o grupo que se concentrou no cruzamento das Avenidas Brigadeiro Faria Lima e Rebouças: uma parte foi à sede da Prefeitura, no centro, e outra, ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual, no Morumbi, zona sul. O MPL divulgou os trajetos com algumas horas de antecedência.

O protesto recebeu o apoio de estudantes que ocuparam, no fim do ano passado, escolas estaduais contra o plano de reorganização da rede. O clima entre os estudantes era diferente da tensão entre os black blocs, que, novamente, formaram a linha de frente das passeatas. No fim da manifestação, no centro, uma agência bancária foi depredada e lixo foi queimado em um princípio de tumulto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos