Após crise com reorganização, ex-presidente do TJ assume pasta da Educação de SP

São Paulo - Após mais de 40 dias sem um titular na Secretaria Estadual de Educação, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou o ex-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), José Renato Nalini, para assumir a pasta. Desde a saída de Herman Voorwald, Nalini era um dos principais cotados para o posto.

A negociação que levou o ex-presidente do TJ-SP a assumir a Secretaria de Educação teve como principais interlocutores o secretário estadual da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, e o secretário municipal da Educação, Gabriel Chalita, que apesar de hoje compor o quadro do prefeito Fernando Haddad (PT) já integrou a equipe de Alckmin e tem livre trânsito com o governador.

Nalini assume o posto após uma crise na pasta provocada pela reação à proposta de reorganização da rede estadual de ensino, que terminou com 196 escolas públicas ocupados e diversos protestos nas ruas. O nome do desembargador era bem avaliado por ser considerado um pessoa de diálogo e respeitada por acadêmicos e intelectuais.

Nalini assume o posto após uma crise na pasta provocada pela reação à proposta de reorganização da rede estadual de ensino, que terminou com 196 escolas públicas ocupados e diversos protestos nas ruas. O nome do desembargador era bem avaliado por ser considerado um pessoa de diálogo e respeitada por acadêmicos e intelectuais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos