No Fórum Social, Erundina funda a sigla Raiz Movimento Cidadanista

Porto Alegre - A deputada federal e ex-prefeita de São Paulo Luiza Erundina (PSB-SP) comanda na noite desta sexta-feira, 22, a plenária de fundação de um novo partido, a Raiz Movimento Cidadanista. O evento ocorre na capital gaúcha, durante a realização do Fórum Social Temático 2016.

Segundo Erundina, a decisão de dar o pontapé inicial em meio a um evento organizado pelos movimentos sociais está relacionada à essência da legenda que está em construção. A Raiz pretende "reconstruir" a política, e a própria sociedade, tendo como base o diálogo com os cidadãos e a solidariedade.

"Não se faz uma reforma política com remendos, porque o que tem que ser reformado é o próprio Estado brasileiro, o que inclui rever o pacto federativo e a atuação do Legislativo, por exemplo", disse em Porto Alegre. "Depois de 16 anos de trabalho no Congresso, entendi que estava me enganando por acreditar na reforma de um sistema falido, esgotado."

A Raiz é inspirada no Podemos da Espanha e do Syriza da Grécia, dois novos partidos de matriz socialista que despontaram na Europa nos últimos dois anos. Ela conta que, ao conhecer as novas possibilidades de organização política que estavam sendo "testadas" na Europa, percebeu a necessidade de fazer o mesmo no Brasil.

O partido precisa coletar 486 mil assinaturas para conseguir o registro junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Como não será viável atingir esta meta em 2016, a Raiz fará acordos de "filiação democrática" com diferentes partidos de esquerda, semelhante ao que foi feito entre a Rede Sustentabilidade e o PSB em 2014. Significa que algumas siglas abrirão suas portas para que integrantes do Raiz possam concorrer a prefeito e vereador. Quando o processo de legalização junto ao TSE for finalizado, os eleitos poderão migrar para o novo partido.

Os acordos de "filiação democrática" ocorrerão com o PSOL, PCdoB, Rede e o próprio PSB de Erundina. A restrição ao PSB, de acordo com a deputada, se restringe ao município de São Paulo, por causa da aproximação local com o PSDB. "Lá eles podem estar juntos na eleição, então uma aliança não faria sentido", disse. Nas outras cidades, ela diz, a parceria com o PSB pode ser uma opção.

A deputada frisa que a prioridade da Raiz não são as eleições, mas que seria incorreto dizer que o partido não busca representatividade política. "Queremos o poder porque sem ele não se concretiza esse projeto de sociedade, de cidadania. Queremos revolucionar a cultura política e não faremos isso sem o poder", falou Erundina.

Ela não esconde ter críticas ao atual partido, e que elas são o motivo de procurar um novo espaço para expor suas ideias políticas. Mas reitera que não pretende deixar o PSB enquanto o processo de formação da Raiz estiver em andamento. "É perfeitamente compatível cumprir minhas obrigações e responsabilidades do mandato (de deputada) ainda filiada ao Partido Socialista Brasileiro", disse. "É algo que tenho que conversar com a direção partidária, com os companheiros de bancada. Não sei como o partido vai reagir, se aceita ou não aceita. Mas por mim gostaria de ir até o final do mandato."

A Raiz, assim como a própria Erundina, tem posição contrária ao impeachment. Segundo a deputada, hoje não existem as condições legais exigidas para que de fato possa ocorrer a instalação de um processo de impeachment. "Enquanto não existirem, não tem por que estar perdendo tempo e energia e confundindo a compreensão da maioria da população em torno dessa questão", avaliou a parlamentar.

Formação

A Raiz nasce com 237 membros fundadores, sendo Erundina a única detentora de um cargo eletivo. O modelo adotado é similar ao da Rede Sustentabilidade, com uma forma circular e horizontal de funcionamento. "Não há presidente, não há dirigentes. Partimos da diversidade e da pluralidade", disse um dos fundadores, o historiador Célio Turino.

Em abril do ano passado, a Raiz lançou a Carta Cidadanista, onde constam os princípios que norteiam o partido. No estatuto, consta, por exemplo, que a legenda não aceita financiamento de pessoa jurídica. De acordo com os fundadores, o interesse pela Raiz tem aumentado nos últimos meses e o contato com os simpatizantes acontece mais intensamente pelas redes sociais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos