Justiça inicia depoimentos de testemunhas da Zelotes sobre 'compra de MPs'

Brasília - A Justiça Federal em Brasília começou a ouvir na manhã desta segunda-feira, 25, testemunhas de ação penal sobre a "compra" de medidas provisórias. Para esta segunda-feira, 25, estão previstos os depoimentos de ao menos 16 pessoas, indicadas pelas defesas dos réus.

Entre os presentes estão o ex-chefe de gabinete do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Gilberto Carvalho e o atual secretário executivo do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira. Os dois já chegaram e aguardam para ser inquiridos.

Os réus respondem a perguntas de advogados de defesa e do integrante do Ministério Público Federal. Desta vez, está presente o procurador Frederico Paiva. A defesa de um dos réus questionou na sexta-feira, 22, a atuação do procurador José Alfredo de Paula, pois ele teria sido espionado por parte dos réus, conforme a investigação. Por isso, conforme o argumento dos advogados, não poderia atuar como representante da investigação, pois seria parte interessada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos