Cheiro forte faz prédio da PF em São Paulo ser deixado às pressas

Em São Paulo

  • Rovena Rosa/ Agência Brasil

    Pessoas tiveram que sair do prédio da PF com desconforto na garganta e nos olhos por causa de um vazamento

    Pessoas tiveram que sair do prédio da PF com desconforto na garganta e nos olhos por causa de um vazamento

Um mau cheiro na sede da Superintendência da Polícia Federal, na Lapa, zona oeste de São Paulo, fez funcionários e pessoas que aguardavam atendimento deixarem o local às pressas na tarde desta quarta-feira (27).

Segundo a Polícia Federal (PF), o odor foi causado pela entrada da fumaça emitida pelo gerador nos dutos de ar-condicionado. A PF informou ainda que o mau cheiro perdurou por cerca de 10 minutos e logo foi dissipado. Algumas pessoas relataram tosse e irritação nos olhos.

O prédio ficou sem energia elétrica na manhã desta quarta-feira e o gerador, movido a diesel, foi acionado, informou a PF. Por volta das 14h30, a luz voltou e o ar-condicionado ligou-se automaticamente. Como os dutos do aparelho ficam próximos ao gerador, do lado de fora do edifício, a fumaça emitida por ele entrou nos canos e o cheiro de diesel queimado incomodou quem estava no térreo.

O susto foi maior porque o cheiro foi sentido ao mesmo tempo em que três presos foram levados da superintendência pela Polícia Federal durante a 22ª fase da Operação Lava Jato.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos