Ex-marido de estudante de Direito confessa assassinato no Guarujá

Santos - O técnico Sérgio de Souza Cerqueira, de 35 anos, confessou ter assassinado sua ex-mulher, a estudante Fernanda Pimenta Cerqueira, de 37, no dia 14 de janeiro, durante uma discussão na casa dele, no Guarujá, no litoral sul de São Paulo. Segundo reportagem do jornal A Tribuna, a confissão foi feita ao delegado Luiz Ricardo Lara Dias Júnior, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos.

Fernanda ficou nove dias desaparecida, e o corpo da estudante foi encontrado no último sábado, 23, em um matagal na região do Iriri, na Área Continental de Santos, às margens da Rodovia Rio-Santos.

De acordo com a reportagem, o crime foi cometido após Fernanda admitir ter mantido um relacionamento extraconjugal. O casal estava separado desde agosto do ano passado, mas os dois moravam próximos, no distrito de Vicente de Carvalho.

Cerqueira relatou à polícia que, inconformado com a traição, atirou a ex-mulher no chão e a esganou com uma das mãos. Na sequência, estacionou o próprio carro na garagem do imóvel, colocou o corpo no porta-malas e seguiu pela Rodovia Rio-Santos até a região do Iriri, onde jogou o corpo no matagal, próximo a uma caçamba de lixo.

O casal tem uma filha de 4 anos, que está na casa dos avós paternos, no interior paulista. Fernanda tinha outra filha, fruto de seu primeiro casamento.

A vítima cursava Direito no câmpus de Guarujá da Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp) e trabalhava na Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) Piratininga. O corpo da estudante foi encaminhado ao Hospital das Clínicas, em São Paulo, para ser examinado. Não há previsão para velório ou sepultamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos