Dilma promete 'trabalhar incansavelmente' para que 2016 seja o ano da retomada

Brasília - A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira, 2, que, "apesar das expectativas do mercado", vai trabalhar "incansavelmente" para que 2016 seja o ano da retomada do crescimento. "Para isso, vamos atuar em várias frentes para apoiar e induzir investimentos privados e estimular as exportações", disse, durante a leitura de sua mensagem ao Congresso na cerimônia de abertura do ano legislativo.

A presidente ressaltou que o reequilíbrio macroeconômico requer estabilização da renda e do emprego. "Somente com a recuperação do crescimento será possível consolidar o equilíbrio fiscal e monetário de forma duradoura", afirmou.

Dilma disse ainda que o ajuste externo está acontecendo de forma acelerada, "como mostra a balança comercial", que atingiu um superávit de US$ 19,680 bilhões no ano passado. "Isso ocorreu apesar de uma violenta queda de 21,9% nos preços das nossas exportações, num quadro de esgotamento do superciclo das commodities e desaceleração econômica da China", ponderou.

Segundo a presidente, neste ano o governo buscará ampliar seus mercados, priorizando grandes países asiáticos, com ações integradas e focando 32 mercados. "Nossa expectativa para o saldo da balança comercial para 2016 é de US$ 35 bilhões", disse.

A presidente afirmou ainda que o plano de concessões em logística "será uma das mais importantes tarefas deste ano" e que os leilões de aeroportos ocorrerão ainda neste primeiro semestre.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos