Moraes Moreira toca sucessos e anima multidão no Largo da Batata

São Paulo - "Chegou a hora de São Paulo mostrar o valor do seu carnaval", anunciou Moraes Moreira, para delírio da multidão que se aglomerava no Largo da Batata, em Pinheiros, na noite deste domingo, 7. Em cerca de uma hora de apresentação, ele emendaria 16 sucessos de sua carreira, começando por Brasil Pandeiro que, com outras quatro canções entoadas - "Swing de Campo Grande", "Mistério do Planeta", "Preta Pretinha" e "A Menina Dança" - integram o antológico disco Acabou Chorare, dos Novos Baianos - conjunto que Moraes Moreira integrou.

Em cerca de uma hora de apresentação, como convidado da Orquídeas do Brasil, banda "dona do palco", Moraes prendeu a multidão com seus hits e, por diversas vezes, elogiou a folia paulistana. Ele também recitou trecho de um cordel, composto por ele próprio, que conta a história do grupo Novos Baianos.

"Sou fã de Moraes Moreira e do carnaval. Ter os dois juntos é um privilégio", comentou o contabilista André Dias, de 37 anos. Menos empolgada, a administradora de empresas Adriana Martins Melo, de 25 anos, curtia o carnaval de São Paulo pela primeira vez. "Sou mineira, moro aqui há menos de seis meses. Estou gostando, mas confesso que só estou curtindo o carnaval em São Paulo por falta de opção" , comentou ela.

O vendedor autônomo Reinaldo Brito, de 28 anos, carregava a filha Luiza, de um ano e meio, no colo, durante a noite de ontem. "Trouxe para ela curtir a boa música nesse carnaval da cidade", afirmou. A recepcionista Marinalva Silva, de 38 anos, também curtia a festa na rua pela primeira vez. "Antes, ficava em casa mesmo. Mas estou gostando tanto que já decidi: ano que vem virei todos os dias", disse.

Meia hora depois do término da apresentação do Brega Bloco, no palco da Prefeitura do Largo da Batata, às 20h em ponto, a banda Orquídeas do Brasil começou sua apresentação. O grupo, conhecido por acompanhar o músico Itamar Assumpção (1949-2003), animou a plateia com músicas do próprio Itamar, como Nego Dito e Maremoto. Sambas clássicos, como Coisa da Antiga, famoso na voz de Clara Nunes (1942-1983), e Cada Macaco no Seu Galho, de Riachão, também foram cantados. Mas o ápice foi quando a Orquídeas apresentou hits de Raul Seixas (1945-1989): Mosca na Sopa e Aluga-se.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos