Viaduto Santo Amaro segue interditado após fogo; demolição não está descartada

São Paulo - O Viaduto Santo Amaro, na zona sul de São Paulo, vai continuar interditado por tempo indeterminado. A estrutura ficou comprometida após um acidente envolvendo dois caminhões seguido de uma explosão, na manhã de sábado, 13.

Para diminuir os transtornos, a São Paulo Transporte (SPTrans) e a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) montaram desvios de itinerários para as 25 linhas de ônibus que trafegam pelo trecho do Viaduto Santo Amaro. Agentes estão no local orientando motoristas. Faixas de aviso, painéis eletrônicos e relógios também foram também colocados na região para alertar os motoristas sobre as interdições.

Para os motoristas que usam a Avenida Santo Amaro, sentido bairro-centro, a CET sugere seguir pela Avenida Vieira de Morais, depois Avenida Vereador José Diniz, Avenida Ibirapuera e, por último, Avenida Santo Amaro. Os veículos com destino à Marginal do Pinheiros poderão seguir pela Avenida Jornalista Roberto Marinho.

Os motoristas que vão no sentido centro-bairro devem optar pela Rua Professor Vahia de Abreu, entrar à esquerda na Rua Nova Cidade, Rua Alvorada, à esquerda na Rua Manuel Dutra, Avenida dos Bandeirantes, sentido Imigrantes, e Rua Guaraiúva. A partir deste ponto, os carros com destino à Avenida Santo Amaro podem entrar na Rua Kansas ou na Nebraska, e os veículos com destino à Marginal poderão optar pela Avenida Jornalista Roberto Marinho.

Demolição

Segundo a Prefeitura, não está descartada a possibilidade de demolir parte do viaduto por causa dos danos causados à estrutura. No domingo, 14, funcionários da Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras trabalharam no escoramento da estrutura. Nos próximos dias, técnicos e engenheiros da Defesa Civil vão emitir laudos para decidir qual a melhor solução para o caso.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, Milton Persoli, o trabalho é para diminuir os transtornos à cidade. "Claro que a maior prejudicada é a população e, principalmente, quem costuma usar esse trecho que ficou comprometido."

O Departamento Jurídico do Município vai avaliar nos próximos dias se cabe uma ação contra o motorista que causou o acidente para que seja feito um ressarcimento dos cofres públicos.

A Defesa Civil liberou o sentido Rodovia dos Imigrantes da Avenida dos Bandeirantes por volta das 20 horas de ontem. O trecho sentido Marginal do Pinheiros estava previsto para ser liberado ainda durante a madrugada. A via estava interditada desde a manhã de sábado.

Acidente

Segundo informações dos agentes que atenderam o caso, o motorista de um dos caminhões, que carregava açúcar, estava na Avenida dos Bandeirantes e não parou quando o semáforo fechou no acesso à Santo Amaro. Ele disse que foi fechado por um carro de passeio. O motorista de um caminhão-tanque acelerou assim que o sinal abriu e não percebeu que o outro caminhão não conseguiria parar. Logo em seguida, houve a explosão.

O Corpo de Bombeiros foi chamado e conseguiu controlar o incêndio. Os motoristas tiveram ferimentos leves.

Após o acidente, técnicos e engenheiros da Defesa Civil e dos demais departamentos da Prefeitura trabalharam na recuperação da Avenida dos Bandeirantes para liberá-la para o tráfego o mais rápido possível. Tudo para evitar transtornos no trânsito nesta segunda-feira, 15, , por causa das interdições.

No domingo, segundo a Defesa Civil, foram montadas duas estruturas, uma em cada sentido da Avenida dos Bandeirantes, para suportar o peso do viaduto e poder liberar a via. Agentes da Prefeitura fizeram o trabalho de limpeza e recuperação da avenida, pois buracos foram formados na pista por causa da explosão.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos