Sem reformas estruturantes, ajuste fiscal não virá, afirma Aécio

Brasília - O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), disse na noite desta sexta-feira, 19, que o contingenciamento de R$ 23,4 bilhões anunciado hoje não trará o resultado esperado pelo Palácio do Planalto.

"Sem reformas estruturantes, o ajuste fiscal não virá e esse governo, que não conta nem mesmo com o apoio de sua base, parece cada vez mais distante de realizá-las", disse o líder tucano por meio de nota.

Numa breve avaliação, Aécio diz que as medidas "em nada vão contribuir para o equilíbrio fiscal". "Preveem utilizar depósitos judiciais como receita, mas a lei permite que esses recursos sejam usados apenas para pagamento de dívidas. Preveem contingenciamento, mas a despesa continuará crescendo muito, o que o próprio governo reconhece ao apontar déficit de R$ 60 bilhões, em uma projeção otimista. Preveem um grande aumento de receita, que nenhum analista econômico considera realista", observou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos