"Queremos que Dilma escute o PT", diz Lindbergh Farias

No Rio

  • Luciana Whitaker/ Folhapress

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) disse nesta sexta-feira (26), que o governo precisa "reorientar a política econômica", se quiser sair da crise, e fez um apelo para que a presidente Dilma Rousseff ouça o seu partido. Ao chegar para a reunião do Diretório Nacional do PT, Lindbergh afirmou que a grande preocupação da sigla é com o emprego.

"Queremos que a presidente Dilma escute o partido e entenda que o mais importante é a retomada do crescimento", afirmou Lindbergh. "O centro do governo não pode ser a reforma da Previdência nem o ajuste fiscal. O centro tem de ser o emprego", enfatizou.

Lindbergh disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com todos os problemas enfrentados na crise do período 2008-2009, aumentou o gasto social e a taxa de juros caiu. "Nós aqui temos a maior taxa de juros do mundo e a inflação hoje é de preços monitorados, não é de demanda. Então, não se pode ficar num samba de uma nota só, falando apenas em ajuste. É preciso mudar essa política econômica", insistiu o senador.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos