WhatsApp pode voltar a ser alvo de suspensão judicial

São Paulo - O delegado Fabiano Barbeiro, do Departamento Especializado em Investigação Criminal (Deic) de São Paulo, que solicitou a suspensão dos serviços do WhatsApp no Brasil em dezembro de 2015, disse que pode voltar a fazer o pedido de bloqueio do aplicativo junto ao Judiciário.

A intenção do delegado foi revelada na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara dos Deputados que investiga crimes cibernéticos, na quarta-feira, 2. Segundo Barbeiro, a empresa ainda não forneceu as informações sobre investigados que podem ter relações com a facção Primeiro Comando da Capital (PCC).

Outra medida possível é a responsabilização criminal de representantes da empresa no País. A CPI teve prazo de funcionamento prorrogado por mais 30 dias.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos