Retomada PPP da luz em SP tem novo atraso

São Paulo - Venceu na última terça-feira, 8, o prazo para que a Prefeitura se manifestasse sobre a licitação da parceria público-privada (PPP) que deverá trocar todas as lâmpadas da cidade, mas ainda não há definição sobre o assunto. A gestão Fernando Haddad (PT) promete publicar o resultado da primeira etapa da licitação "nos próximos dias".

O processo está parado há um mês, desde que a administração municipal recebeu propostas de três grupos e desclassificou um dos participantes, liderados pela empresa chinesa Yaming. Decorridos os prazos para apresentação dos recursos, o processo deveria ter sido retomado anteontem, mas não foi.

A Prefeitura não deu detalhes sobre o motivo do atraso - o processo já ficou cinco meses trancado no Tribunal de Contas do Município (TCM), que via irregularidades na formalização da licitação. Nos bastidores, a informação é de que houve problemas com as garantias financeiras dos três grupos - além da Yaming, um dos grupos é liderado pela FM Rodrigues, que já atua no setor na capital, e outro pela WTorre com a Alumini, empresa que também participa da manutenção de luminárias.

A expectativa é de que a Prefeitura conceda novo prazo - de oito dias - para que os grupos reapresentem propostas. Na prática, a decisão favorece o grupo chinês, que já havia sido desclassificado. Reenviados os envelopes com as garantias financeiras, não haverá novo prazo para recursos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos