STJ abre inquérito contra governador Beto Richa

De Brasília

  • Douglas Pereira/UOL

    Beto Richa, governador do Paraná

    Beto Richa, governador do Paraná

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) João Otávio Noronha autorizou a abertura de um inquérito contra o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), no âmbito da Operação Publicano, que investiga fraudes na Receita do Estado. A investigação terá um prazo de duração de 20 dias.

Um dos delatores do esquema aponta que houve repasse de valores oriundos do esquema para a campanha de reeleição de Richa. O pedido de abertura de inquérito foi feito pela Procuradoria-Geral da República no final de janeiro e chegou ao STJ em fevereiro.

No curso das investigações da operação, Luiz Antônio de Souza, auditor fiscal suspeito de integrar o esquema que atuava no fisco paranaense, afirmou em delação premiada que ele e colegas arrecadaram até R$ 2 milhões para a reeleição de Richa no ano passado, via caixa 2.

Procurada, a defesa do governador disse que não iria se pronunciar, pois o caso corre em segredo de Justiça. Na época em que a denúncia veio a público, Richa se manifestou e afirmou que sempre foi "criterioso" com as contas de campanha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos