Manifestantes pediram volta da monarquia em protestos de ontem no Rio

Rio de Janeiro - Manifestantes aproveitaram o protesto deste domingo, 13, no Rio para pedir a volta da família real. O herdeiro Dom Antônio João de Orleans e Bragança, terceiro na linha sucessória da família real deposta em 1889, segundo o site do Círculo Monárquico Brasileiro, participou do ato em Copacabana, no Rio.

Grupos defensores da volta da monarquia distribuíram por Copacabana panfletos enaltecendo o Segundo Reinado, de D. Pedro II. O panfleto traz uma tabela comparativa, a qual diz que, no Segundo Reinado, houve estabilidade econômica, a média da inflação teria sido de 1,58% ao ano e o Brasil era a "quarta economia do mundo".

Já no período da República, segundo o panfleto, a instabilidade econômica é uma marca, com inflação de "10% ao ano já no primeiro ano" e várias moedas.

O texto recomenda acesso à página no Facebook intitulada Movimento de Restauração da Monarquia no Brasil.

O panfleto, que defende uma monarquia parlamentarista, com governo liderado por primeiro-ministro, ainda traz perguntas e respostas e destaca que alguns dos países mais desenvolvidos do mundo, como Noruega, Dinamarca e Holanda, são monarquias.

No plebiscito de 1993, após o impeachment do ex-presidente Fernando Collor, em 1992, o tema veio à tona, com a possibilidade do regime político voltar a ser a monarquia. Nas urnas, o País decidiu pelo presidencialismo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos