Mulheres suspeitas de invadir prédios de luxo são detidas em Santos

Santos - Três mulheres foram detidas na tarde deste domingo, 13, em Santos, no litoral sul de São Paulo, suspeitas de integrar uma quadrilha que aplica golpes e invade apartamentos de alto padrão para furtar objetos de valor na capital paulista e na Baixada Santista. Raquel Veríssimo da Silva, de 44 anos, Priscila Galhego Luiz, de 35 anos, e a chilena Laura Fonseca Martins, de 36 anos, foram abordadas pela Polícia Militar, por volta de 14h30, na Rua Azevedo Sodré, perto do cruzamento com a Avenida Washington Luiz (Canal 3), entre os bairros do Gonzaga e do Boqueirão, área com diversos prédios de luxo.

As mulheres usavam roupas de ginástica, bonés e óculos de sol para enganar porteiros e funcionários dos edifícios. Ao entrar nos prédios, elas procuravam apartamentos vazios, arrombavam as portas e invadiam os imóveis. De acordo com informações do boletim de ocorrência registrado na Delegacia Seccional de Santos (Central de Polícia Judiciária), as suspeitas tentaram entrar em um prédio neste domingo, mas foram impedidas pelo porteiro. O edifício já havia sido alvo do trio e a síndica alertou os funcionários após identificar as suspeitas em imagens registradas pelas câmeras de segurança, que mostram as três mulheres invadindo um apartamento.

O porteiro ligou para o 190 e tentou distrair as suspeitas, mas elas desconfiaram da demora e foram embora. Os policiais localizaram as mulheres nas proximidades, revistaram as três e encontraram com elas uma chave micha (usada para abrir portas e portões sem a chave original), três chaves de fenda, cinco luvas pretas, grampos de cabelo retorcidos, além de um tubo com com grafite em pó.

Durante a abordagem, os policiais militares descobriram que as três suspeitas têm passagens pelos mesmos crimes, seriam integrantes de uma quadrilha que age na zona leste da cidade de São Paulo e estavam hospedadas em Praia Grande para identificar e invadir imóveis em Santos.

Na sequência, as três mulheres foram levadas para o 7º DP de Santos, no bairro do Gonzaga, onde foram reconhecidas por outras vítimas e indiciadas por furto. As mulheres acabaram liberadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos