Cúpula do PMDB vê 'desrespeito' de Dilma ao indicar Lopes para Aviação Civil

Brasília - Integrantes da cúpula do PMDB consideraram um "desrespeito" ao partido a iniciativa da presidente Dilma Rousseff em nomear o deputado Mauro Lopes (PMDB-MG) para a Secretaria de Aviação Civil (SAC).

No entendimento de parte dos integrantes do partido ligados ao vice-presidente da República e presidente Nacional do PMDB, Michel Temer, com a iniciativa, o governo "atropela" decisão tomada, no último sábado, 12, na convenção da legenda. Na ocasião, foi aprovada uma moção que proibiu o ingresso de qualquer correligionário em cargos do governo federal pelos próximos 30 dias.

A avaliação dentro da cúpula do PMDB é de que o fato de serem atropelados irá ampliar a crise do partido com o governo, num momento em que o Palácio do Planalto tenta uma reaproximação para evitar os avanços do processo de impeachment contra a presidente Dilma. Nos últimos dias, lideranças do PMDB do Senado, consideradas como fiéis da balança no processo de afastamento da presidente, têm ressaltado publicamente que Temer e o PMDB estão pronto para assumir o comando do País.

A expectativa dentro da cúpula da legenda é de que haja uma "radicalização" de setores da legenda, seja contra a petista, seja contra Mauro Lopes. O deputado deverá ser, inclusive, alvo de ação na Comissão de Ética do PMDB, que, ao analisar o caso, poderá tomar a decisão de expulsá-lo do partido.

Movimentação

A decisão da presidente em nomear Mauro Lopes ocorre no mesmo dia em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve o nome oficializado como novo ministro da Casa Civil. Diante do cenário pouco amistoso com o PMDB, o ex-presidente já começou a se movimentar e deu início às tentativas de aproximação com lideranças da legenda.

Logo após ser alçado ao ministério, Lula ligou na tarde de hoje para Temer. O vice está em São Paulo, onde realiza "agenda pessoal". Na conversa, segundo relatos, Lula informou a Temer que estava assumindo uma "nova missão" e defendeu uma conversa entre o PT e o PMDB. Um encontro pessoalmente dever ocorrer apenas na próxima semana.

As movimentações de Lula logo após ter seu nome oficializado como novo ministro também incluiriam o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), com quem teve uma conversa por telefone.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos