Intuito de Lula é ajudar País a sair da crise, diz Florence

Brasília - O líder do PT na Câmara dos Deputados, Afonso Florence (BA), também anunciou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva havia aceitado o cargo de ministro-chefe da Casa Civil antes mesmo do anúncio oficial da Presidência da República. Ele afirmou que o único motivo que levou Lula a aceitar o convite da presidente Dilma Rousseff foi o intuito de "ajudar o País a sair da crise econômica e política". Ele negou que a ida do presidente ao ministério tenha sido motivada pela obtenção do foro privilegiado.

"O foro privilegiado nunca foi e nunca será motivo de obstaculização de investigações. Nós não temos nenhuma incidência, e nem pretendemos ter, ao ter Lula como ministro, no curso das investigações", afirmou Florence.

Segundo o líder do PT, o ex-presidente Lula e a presidente Dilma "sempre patrocinaram todas as investigações" e irão "continuar a contribuir para que todas as investigações sejam feitas de acordo com o devido processo legal". "Eles sempre trataram a Procuradoria da República como estadistas, respeitando sua autonomia", completou.

Florence defendeu que Lula possui larga experiência, "testada e aprovada" pelos brasileiros que o elegeram, o que ajudará o Brasil.

Perguntado se a ida de Lula para o governo enfraqueceria a presidente Dilma, Florence disse que "a autoridade da presidente é dada por mais de 50 milhões de votos. Ela é inquestionável".

Questionado se a divulgação citações de Lula e Dilma na delação premiada do senador e ex-líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (MS) teriam aumentado a crise do partido, Florence minimizou e disse que as citações "não configuram nenhuma irregularidade".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos