Oposição acompanha análise no STF de recursos de Cunha sobre rito do impeachment

Brasília, 16 - Começou na tarde desta quarta-feira, 16, no Supremo Tribunal Federal (STF), o julgamento dos recursos apresentados pelo presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sobre o rito do impeachment definido em julgamento em dezembro do ano passado. Vários integrantes da oposição na Câmara acompanham o julgamento, como os deputados Paulinho da Força (SD-SP) e Miguel Haddad (PSDB-SP).

Logo no início do julgamento, um grupo de manifestantes que querem o impeachment da presidente Dilma Rousseff promoveu uma queima de fogos em frente ao Tribunal, na Praça dos Três Poderes. O barulho dos fogos foi ouvido dentro do plenário do Supremo.

Os chamados embargos de declaração, apresentados por Cunha, questionam a proibição de chapa avulsa e do voto secreto para a eleição da comissão especial que analisará o pedido contra a presidente Dilma Rousseff na Casa. O parlamentar questiona também a autonomia dada ao Senado para decidir arquivar o pedido, caso ele seja aceito pela Câmara.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos